Skip to content

1ª Estrela da Coroa de Maria – A Imaculada Conceição.

10 de julho de 2011

Que a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo e o amor de Sua Mãe (Lc. 1,43) estejam com todos vocês.

Iniciando nossa série de artigos sobre as 12 estrelas na coroa de Maria (Ap. 12,1), vamos falar hoje sobre a primeira estrela que é a Imaculada Conceição de Nossa Senhora.

Para entender o por quê de Maria ter sido concebida sem pecado, é necessário entendermos o por quê isso foi necessário. Lembremos que foi por meio de uma mulher concebida sem pecado (Eva) que o pecado entrou no mundo. Vamos recordar o que Deus disse a serpente (satanás) em virtude de ter induzido a mulher cometer o pecado:

“Porei ódio entre ti e a mulher, entre tua descendência e a dela. Esta lhe ferirá a cabeça, e tú lhe ferirás o calcanhar”. (Gn 3,15)

Como lemos no Gênesis, o pecado entrou pelo mundo exatamente pela desobediência de uma mulher. Sendo assim, apenas através de uma mulher, com as mesmas características de Eva, é que o0 Pecador deveria ser retirado do mundo. Vemos no versículo acima, podemos contemplar esta promessa. Deus afirma que Esta, a mulher de imaculada conceição, irá te ferir a cabeça.

Foi assim que Maria, por meio da Graça e Misericórdia Redentora de Deus veio ao mundo sem pecado, para que seu ventre pudesse ser verdadeiramente templo do Espírito Santo, afim de gerar a encarnação do Verbo Divino.

“Na plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho nascido de uma Mulher” (Gl 3,15). O cardeal Suenens disse: “A Santidade do Filho é causa da santificação antecipada da Mãe, como o sol ilumina o céu antes de ele mesmo no horizonte”. Se Maria fosse concebida com o pecado original, decorrente do próprio pecado cometido por Adão e Eva no começo dos tempos, Cristo seria um pecador por consequência. Não seria assim o Cordeiro Imaculado que tira o Pecado do mundo.

O Anjo Gabriel disse na Anunciação: “Ave, cheia de graça…” (Lc 1,28). Nesta pequena passagem a Igreja entendeu todo o mistério e dogma da Conceição Imaculada de Maria. se ela é “cheia de graça”, mesmo antes de Jesus ter vindo ao mundo, é porque é desde sempre toda pura, bela , sem mancha alguma; Isto é, Imaculada. Assim, Deus preparou a Mãe adequada para Seu Filho, concebido pelo Espírito Santo diretamente (Lc 1,35), sem a participação de um homem, o qual transmitiria ao Filho o pecado original.

O Espírito Santo desde os primeiros séculos mostrou a Igreja esta verdade de fé. Já nos primeiros séculos. No século VII e VIII apareceram muitos louvores a Imaculada Conceição nos mosteiros. Na bula “Inafabillis Deus”, o Papa diz:

”Nós declaramos, decretamos e definimos que a doutrina segundo a qual, por uma graça e um especial privilégio de Deus Todo Poderoso e em virtude dos méritos de Jesus Cristo, salvador do gênero humano, a bem-aventurada Virgem Maria foi preservada de toda a mancha do pecado original no primeiro instante de sua conceição, foi revelada por Deus e deve, por conseguinte, ser crida firmemente e constantemente por todos os fiéis.”

É de notar que a festa da Imaculada Conceição de Maria foi incluída no calendário romano em 1476. Pio V publicou o novo Ofício em 1708 e Clemente XI estendeu a festa a toda a cristandade tornando-a obrigatória, sendo a comemoração realizada no dia 08 de dezembro.

Devotemos nosso coração na certeza de que Maria, Concebida sem Pecado, roga ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo por nós a todo instante. Espero ter ajudado a fazer desta devoção uma prática real e sincera em seu coração no seu dia-a-dia.

Fonte: Sentinela Católico

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: