Skip to content

SECOBB encerrado com show do Pe. Zezinho e palestras sobre tecnologia e comunicação

17 de julho de 2011

RIO DE JANEIRO, 17 Jul. 11 / 02:40 pm (ACI)

Encerrou-se neste sábado 16 de julho o I Seminário de Comunicação para os Bispos do Brasil (SECOBB), realizado no Centro de Formação Sumaré, no Rio de Janeiro.

Segundo indica a CNBB o evento, que começou na terça-feira, 12, e reuniu mais de 60 bispos de todo o país e foi promovido pelo Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Pouco antes de terminar, o Seminário teve a visita do sacerdote cantor e autor brasileiro Padre Zezinho, que foi homenageado ontem na PUC-RJ, pelos seus 70 anos, com um show que contou com a presença participantes do SECOBB.

Segundo Pe. Zezinho, a “comunicação precisa de investimento econômico e de pessoas capacitadas”.
O sacerdote criticou a presença de “pregadores da fé” que estão na mídia “despreparados” e advertiu que hoje “está havendo muitos deslizes doutrinários nas canções e nas mídias”.
“Está faltando doutrina e catequese”, asseverou.

“Estamos na época da excrescência em que o mensageiro está maior que a mensagem. Desta forma não há Igreja que resista”, acrescentou o sacerdote brasileiro.

“Sejam exigentes com seus comunicadores. O pregador da fé tem que aceitar controle”, afirmou o Pe. Zezinho aos prelados presentes.

Na conclusão do evento os bispos brasileiros reunidos com Dom Claudio Maria Celli, presidente do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, também tiveram algumas palestras, entre as quais se destaca a da presidente da RIIAL (Rede Informática da Igreja na América Latina), Letícia Saberon, que falou aos prelados “articulação de processos comunicativos e trabalho em rede”.

Segundo ela, o primeiro desafio nesse contexto é “a comunicação interna da Igreja, que deve ser um lugar de escuta e comunhão”.

“Para tanto, precisamos superar o individualismo pastoral, que é o grande inimigo da comunhão, frisou, destacando que a comunicação interna deve expressar essa comunhão que está no coração da Igreja”, afirmou a presidente do RIIAL aos prelados.

Segundo indica a nota de imprensa da Arquidiocese do Rio, Saberon também apresentou aos participantes do Seminário os projetos da comunicação em rede da Igreja, que está sendo desenvolvido pelo Pontifício Conselho das Comunicações através do RIIAL. A partir desse projeto, está sendo gestada, também, a Rede de Informática da Igreja no Brasil, a RIIBRA.

Leticia Saberon também advertiu que a tecnologia jamais “basta em si mesma”.

“É preciso haver uma formação permanente dos indivíduos no espírito do corpo eclesial, da espiritualidade, da solidariedade e da comunhão”, pontuou.

Por último a presidente da RIIAL afirmou aos bispos que “a tecnologia serve ao plano de pastoral de uma diocese, e não vice-versa”.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: