Skip to content

O Papa em Quatro Ventos supera a chuva e exclama: Só Cristo responde às suas aspirações

20 de agosto de 2011

MADRI, 20 Ago. 11 / 08:03 pm (ACI/EWTN Noticias)

Em meio de um ambiente de grande festa em todo o aeródromo de Quatro Ventos repleto por aproximadamente um milhão de jovens de todas as partes do mundo e superando uma forte tormenta e ventos, o Papa Bento XVI presidiu a Vigília deoração da Jornada Mundial da Juventude Madrid 2011 em que disse aos jovens que “só Cristo pode responder às suas aspirações”.

Logo depois de chegar poucos minutos antes da 21:00h (hora local), o Santo Padre escutou os jovens cantando o estribilho que o recebeu em distintos lugares de Madrid: “Esta é a juventude do Papa!” e “B-NE-dic-to!”, chamando o nome do Papa em espanhol.

Para começar a vigília o coro e a banda presentes no aeródromo interpretaram o hino desta JMJ Madrid 2011; “Firmes na fé”, em meio dos aplausos, gritos e vivas dos jovens que receberam com grande alegria o Pontífice.

Bento XVI foi recebido por um jovem espanhol, Javier, quem agradeceu ao Papa pelo “seu amor e generosidade” pelos jovens. “Na Igreja viva cresceremos firmes na fé”, afirmou.

A Liturgia da Palavra teve início com a procissão da Cruz da JMJ e o ícone da Virgem levados ao estrado principal por um grupo de 10 jovens, acompanhados de outros mais que levavam grandes vela como parte da procissão “Pela cruz à luz”.

Antes de sua homilia, jovens de cinco continentes tiveram a oportunidade de fazer algumas perguntas ao Santo Padre, como por exemplo como compreender quem é Cristo para o ser humano e como ser uma fiel testemunha de Cristo em um mundo como o atual.

Em sua homilia, que começou em meio de uma forte chuva com, raios e relâmpagos, fortes ventos que não minguaram o entusiasmo dos jovens, o Santo Padre saudou os presentes e pouco depois de começar teve que interrompê-la pela intensidade da água e o vento que fez inclusive levou algumas cadeiras de plástico. Os colaboradores do Papa tiveram que cobri-lo com um guarda-chuva.

Bento XVI não se moveu do seu lugar, ficou muito tranqüilo e lhe viu com um grande sorriso enquanto esperava o momento de retomar suas palavras.

Enquanto chovia, Yago de la Cierva, Diretor Geral de Imprensa da JMJ Madrid, comentou “parece que vocês queriam um pouco de água”, referindo-se à forte chuva que caiu sobre Quatro Ventos.

As palavras do Papa

Quando o Papa pôde prosseguir sua homilia disse “obrigado, obrigado por essa alegria. Obrigado por essa alegria e resistência. Nossa força é maior que a chuva, obrigado. O Senhor com a chuva nos manda muitas bênçãos. São um exemplo”.

Logo depois destas palavras, o Santo Padre leu as saudações que tinha preparado em distintos idiomas. Em francês disse que “graças à fé estamos cimentados em Cristo. Encontrá-los com outros para aprofundar nela, participem da Eucaristia, mistério da fé por excelência. Somente Cristo pode responder às suas aspirações. Deixem-se conquistar por Deus para que sua presença dê à Igreja um impulso novo”.

Em inglês Bento XVI fez votos para que Cristo “derrame seu Espírito sobre nós e sobre toda a Igreja, para que sejamos promotores de liberdade, reconciliação e paz em todo mundo”.

O Papa se dirigiu logo aos seus compatriotas em alemão aos quais recordou que o Senhor “é o alicerce firme, o ponto de referência seguro para uma vida plena”.

Falando em italiano, Bento XVI exortou a não esquecer esta vigília e a conservar esta chama “que Deus acendeu em seus corações nesta noite: procurem que não se apague, alimentem cada dia, compartilhem com seus coetâneos que vivem na escuridão e procuram uma luz para seu caminho”.

Seguidamente o Santo Padre disse em português que ante o chamado do Senhor, é necessário pedir sua ajuda para “descobrir sua vocação na vida e na Igreja, e a perseverar nela com alegria e fidelidade, sabendo que Ele nunca os abandonará nem os trairá. Ele está conosco até o fim do mundo”.

Finalmente o Papa saudou em polonês e os exortou a aproximar-se de Jesus “com a chama de sua fé. Ele os encherá de sua vida. Edifiquem sua vida sobre Cristo e seu Evangelho. Abençôo-vos de coração”.

Ao finalizar suas saudações, o Pontífice presidiu um momento de adoração eucarística, ante o Santíssimo Sacramento colocado sobre uma custódia toledana de 1524, cuja confecção tomou 9 anos, é considerada uma jóia de ourivesaria.

Em sua oração de joelhos ante a Eucaristia, o Santo Padre pediu ao Senhor que os jovens “sejam sempre teus na vida e na morte, que jamais se separem de ti. Outorgai um coração manso e humilde para que escutem sempre vossa voz e vossos mandatos e que eles sejam luz do mundo”.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: