Skip to content

BENTO XVI: DEVOÇÃO À VIRGEM AJUDOU ALEMÃES

23 de setembro de 2011

Durante a provação do período nazista e da dominação comunista

EICHSFELD, sexta-feira, 23 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – O Papa Bento XVI quis recordar hoje aos católicos alemães como a Virgem foi seu consolo nos momentos de perigo vividos ao longo da história e especialmente durante o século XX.

Bento XVI se deteve, durante sua viagem de Erfurt a Friburgo, terceira etapa de sua viagem apostólica à Alemanha, em um santuário muito querido pelos católicos do país, o de Eztelsbach, meta de peregrinação durante séculos.

O Papa rezou as vésperas com cerca de 90 mil peregrinos reunidos na explanada da colina onde se ergue o santuário. Durante sua homilia, recordou o significado deste lugar na história da Igreja na Alemanha.

“Em duas ímpias ditaduras que se propuseram tirar aos homens a sua fé tradicional, a gente de Eichsfeld estava segura de encontrar aqui, no santuário de Etzelsbach, uma porta aberta e um lugar de paz interior.”

O pontífice recordou que “em todos os tempos e lugares, quando os cristãos se dirigem a Maria, deixam-se espontaneamente guiar pela certeza de que Jesus não pode recusar os pedidos que Lhe apresenta sua Mãe”.

Os fiéis “apoiam-se na confiança inabalável de que Maria é ao mesmo tempo também nossa Mãe: uma Mãe que experimentou o maior sofrimento de todos, que conhece juntamente conosco todas as nossas dificuldades e pensa, de modo maternal, à superação das mesmas”.

“No decorrer dos séculos, quantas pessoas foram em peregrinação a Maria, para encontrar – como aqui em Etzelsbach, diante da imagem de Nossa Senhora das Dores – consolação e conforto”, destacou.

O Papa convidou os presentes a contemplar com amor esta imagem, “uma mulher de meia-idade, com as pálpebras pesadas pelo longo pranto e, ao mesmo tempo, o olhar sonhador perdido lá longe, como se estivesse a meditar em seu coração tudo o que acontecera”.

Na imagem da Pietà de Etzelsbach, ao contrário de outras representações, o corpo de Cristo morto está voltado para sua mãe: “na imagem miraculosa de Etzelsbach, os corações de Jesus e da sua Mãe estão voltados um para o outro; estão junto um do outro”.

Este gesto constitui um ensinamento para os fiéis, explicou: “não é a auto-realização que opera o verdadeiro desenvolvimento da pessoa – um dado que hoje é proposto como modelo da vida moderna, mas que pode facilmente mudar-se numa forma de refinado egoísmo –, mas sim a atitude do dom de si, que se orienta para o coração de Maria e, deste modo, também para o coração do Redentor”.

“No momento do seu sacrifício pela humanidade, Ele, de certo modo, torna Maria medianeira do fluxo de graça que provém da Cruz. Junto da Cruz, Maria torna-se companheira e protectora dos homens ao longo do caminho da sua vida”, acrescentou.

Mas se acolher na Mãe de Deus nos momentos de perigo não deve restringir-se às necessidades do momento, mas ir além.

“Verdadeiramente que quer dizer-nos Maria, quando nos salva do perigo? Quer ajudar-nos a compreender a grandeza e a profundidade da nossa vocação cristã. Com delicadeza materna, quer-nos fazer compreender que toda a nossa vida deve ser uma resposta ao amor rico de misericórdia do nosso Deus.”

É, explicou o Papa, “como se nos dissesse: Compreende que Deus, o Qual é a fonte de todo o bem e nada mais quer senão a tua felicidade, tem o direito de exigir de ti uma vida que se abandone, sem reservas e com alegria, à sua vontade e se esforce por que os outros façam o mesmo também”.

“«Onde há Deus, há futuro» – concluiu Bento XVI, citando o lema desta viagem: “onde deixarmos que o amor de Deus atue plenamente na nossa vida, aí se abre o céu. Aí é possível plasmar o presente de forma tal que corresponda sempre mais à Boa Nova de Nosso Senhor Jesus Cristo. Aí as pequenas coisas da vida diária têm o seu sentido, e os grandes problemas encontram aí a sua solução”.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: