Skip to content

Astronauta que falou com o Papa no espaço: Lá eu vi a beleza de Deus

8 de março de 2012

Roma, 08 Mar. 12 / 08:05 am (ACI/EWTN Noticias)

Roberto Vittori, um dos astronautas italianos que conversou desde o espaço com o Papa Bento XVI em maio do ano passado, assinalou que de lá pôde contemplar a beleza de Deus.

Em declarações ao grupo ACI, o astronauta disse que “a beleza da terra vista desde o espaço, a beleza da natureza, do planeta azul” que revelam “que tem que haver algo além da ciência e da tecnologia”.

Em 21 de maio de 2011, Vittori, casado e com três filhos, foi um dos 12 astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional que pela primeira vez conversou via teleconferencia com o Papa desde transbordador.

Na conversa de 18 minutos entre Bento XVI e os astronautas, o Santo Padre perguntou se “em meio de seu intenso trabalho e investigação” detiveram-se “para refletir sobre ela ou talvez para dizer uma oração ao Criador”. Vittori disse ao Papa que “rezei por mim, por nossas famílias e nosso futuro”.

“Uma videoconferência é algo padrão na Estação Espacial, entretanto essa foi sem dúvida especial”, disse Vittori ao grupo ACI.

“Esse tipo de oportunidade foi de verdade especial, não só pelas questões técnicas, mas pela beleza do cenário, assim como também pela profundidade das mensagens que podíamos escutar através da rádio do Vaticano”.

Há poucos dias, Vittori tomou parte da conferência titulada “Espaço e Deus”, organizada pela Agência Italiana Espacial e a Diocese de Roma.

Para o astronauta, fazer o que faz é “tão único” que “quando volta e pensa no que fez, em geral parece inacreditável. Em realidade parece algo surrealista”.

Viajar através do espaço, comentou, “uma experiência que realmente captura os olhos e também o coração”.

Antes da missão de 2011, Vittori recebeu uma moeda de parte do Papa que levava cunhado o famoso afresco da Criação de Michelangelo que está pintado no teto da Capela Sixtina. Durante a videoconferencia com o Santo Padre, o astronauta a usou para mostrar os efeitos da micro-gravidade.

Em setembro do ano passado, outro astronauta italiano que esteve na missão, Paolo Nespoli, devolveu a moeda a Bento XVI em uma audiência especial na residência do verão de Castel Gandolfo. “Esse dia foi particular, uma moeda foi do Vaticano ao Vaticano”, o que constitui para Vittori um gesto simbólico de cooperação.

Atualmente o astronauta não sabe se seguirá viajando ou não ao espaço. “Acredito que só tenho que esperar e manter a fé”, concluiu sorridente.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: