Skip to content

7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio, com Frei Almir Ribeiro Guimarães

23 de setembro de 2012

Depois da abertura feita por Dom Paulo Sérgio Machado, nosso Bispo Diocesano e de suas bênçãos à esta Assembléia, Frei Almir tratou do tema Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio com muita sabedoria e limpidez.

Abaixo alguns tópicos principais:

– Em alguns lugares se fazem encontros de namorados firmes e tem dado certo e é uma opção de trabalho com estes futuros noivos.
O namoro se tornando firme é necessário que se una as duas famílias para que se conheçam melhor e deem condições para um período de noivado, preparando juntos seus filhos para o casamento.

– Casamento é uma decisão, uma escolha. A idade recomendada seria de 25 a 30 anos para maior maturidade.

– Critérios para a escolha:
* deve se ter uma atração natural, física ou de qualidade interior,
* Não convém casar quando há divergências profundas,
* Concordância na escolha de qual fé seguir após o casamento, se são de religiões diferentes, para que a criação dos filhos seja equilibrada na fé,
* Conhecer as expectativas e desejos do outro: Quem é você?
* Conhecer para saber se terá condições de conviver com os defeitos um do outro,
* Saber que dentro do casamento terão que conviver com os altos e baixos financeiros do casal,
* O casal deve ter maturidade, com capacidade de autonomia. Capacidade de assumir momentos de solidão. Capacidade de sair do sonho para a realidade e adaptar-se ao diferente. Capacidade de aceitação se houver dentro do lar, filhos com problemas de saúde ou homossexuais, pois antes de tudo são seus filhos!
* Ter consciência que casar é dar tempo ao tempo.

– É urgente a formação da Pastoral dos Noivos, precisamos descobrir caminhos novos. Penso que não há descuido, mas desafios na preparação destes novos casais, pois existem cursos de noivos, encontro de noivos, preparação de noivos, mas precisamos transformá-la em uma missão Pastoral.

– A Igreja está convencida da importância dos leigos, principalmente da qualidade dos agentes pastorais e por isso está atenta, com a preocupação de atualizar, reciclar e inovar para acompanhar as mudanças rápidas de comportamento familiar.

– As crianças nascem e crescem dentro da família e uma família se inicia nesta preparação de noivos. Por isso a Pastoral familiar se preocupa tanto com esta preparação.

– Os casais, antigamente, se casavam talvez despreparados, fugindo de um ambiente familiar difícil ou as famílias arranjavam o casamento para os filhos, mas os noivos desta época tinham a consciência que estavam assumindo este compromisso para toda vida conjugal e cristã.

– Não queremos fazer só encontros para mera Sacramentalização, precisamos fazer uma verdadeira Pastoral de Noivos para que os noivos saiam desta preparação com a seguinte conclusão: ” Agora sim, entendi o que é ser família e o verdadeiro valor do Sacramento que iremos receber no Matrimônio.”

– Uma sugestão importante é que dentro da Preparação do Crisma, tenha uma abordagem franca sobre o Sacramento do Matrimônio. O Curso ou preparação de noivos sozinho não vai mudar o conceito de que família é muito mais importante do que esta anarquia em que vivemos. Temos que trabalhar em parcerias pastorais para o bem e futuro das famílias.

– Os primeiros a prepararem os noivos são os pais e a convivência familiar. A melhor preparação para o casamento é dada pelo exemplo dos pais.

– A falta de compromisso dos noivos, muitas vezes é culpa da educação dos pais. Uns superprotegem, outros soltam demais, vivem sem um equilíbrio.

– Hoje os noivos não querem mais ter filhos ou lhes faltam a consciência em ter uma paternidade responsável. Precisamos mudar este pensamento, e um bom momento está na preparação de noivos.

– Oferecer o MOB, Método de Ovulação Billings, como opção natural e sadia para o espaçamento da gravidez ou para conceber com mais segurança.

– Agentes Pastorais que preparam noivos tem que serem pessoas generosas, sinceras e que se doam com amor.

– Um grande problema em nossas Paróquias é a falta de liderança sem cobrança. Liderar sem querer aparecer, trabalhando para Cristo.

– A Igreja não é lugar de Burocracia, é lugar de Pastoral.

– Diminuiu muito os casamentos na Igreja e precisamos saber por que?

– Não podemos ser ingênuos e identificar a realidade do casal ou casais que estão sendo preparados. Muitos deles estão a contra-gosto ou por algum motivo particular.
Identificar se um dos dois está procurando um:
* parceiro substituto = ex: não teve pai, então procura se casar para o marido cuidar dela.
* parceiro refúgio = ex: está fugindo de problemas familiares.
* parceiro pedestal = ex: ficar endeusando a noiva ou o noivo.
* parceiro espelho = ex: quer que a noiva seja igualzinho a ele ou vice-versa.
* parceiro talão de cheque = o famoso golpe do baú.
* parceiro bengala = quer alguém para se escorar.

– O primeiro momento da Preparação está na acolhida.
* acolher com afeto cria laços, não é fácil, mas é possível.
* depois que os noivos agendam o casamento na Paróquia, um casal de agente pastoral preparador liga marcando uma visita, numa conversa aberta e familiar, sempre com muito carinho.
* o ideal é que preparem os noivos com no mínimo 4 meses de antecedência ao casamento, para uma boa preparação.
* procurar ser maleável com os noivos que tem diferentes horários de trabalho.
* a confissão é essencial aos noivos.
* procurar ensaiar o casamento antes, exatamente como será no dia. No ensaio os noivos estão atentos a celebração, sem preocupação com o glamour, fotógrafos e festa.
* fazer uma catequese que muda da mesma forma que as famílias mudam, com linguagem própria e dinâmica.
* na França é feita uma Carta de Intenções, que deveria ser adotadas por todas as paróquias durante as preparações dos noivos.
* no último dia da preparação, acolher as duas famílias num encontro, marcando uma missa nas vésperas do casamento para que os noivos sejam apresentados a toda comunidade e entregar-lhes um mimo, uma delicadeza. Tudo isso vai fazer uma grande diferença a vida deste novo casal.

– Não incentivar o consumismo no casamento, por exemplo: Não se pode gastar R$ 8000,00 numa decoração! Isso é pecado mortal para um cristão.

– Precisamos de agentes de cabeça aberta, de qualidade, preparada, que pensa, que tenha criatividade!

– Não é aconselhado fazer casamento comunitário, para que não se perca a profundidade da celebração e toda sua importância. No máximo casamento duplo, não mais que isso.

Plenário:

 
Por que casar?
– Para ter um lar, uma vivência e um companheirismo. Não é só físico, mas para construir uma família, criando responsabilidade.
– Acompanhamento da preparação bem feita motivou na decisão.
– É um plano de Deus na vida de cada um, encontrar uma pessoa para constituir uma nova família.
– Casar para fazer o outro feliz.
– Uma amizade que se fortalece no amor.
– É uma dádiva de Deus, um presente de um para o outro.
– Por atração natural com exemplo familiar de união.
– Santificar um ao outro, vivendo uma experiência de amor.
– Comungar do mesmo ideal, com compromisso, doação e respeito.
– Encontrar um suporte para a vida toda.

Se vocês fossem os noivos, o que esperariam da preparação?
– Orientações de experiências de vida.
– Honestidade de viver aquilo que vieram repassar como orientação, pessoas de credibilidade.
– Ter pessoas bem preparadas para dar alicerce para iniciarmos uma nova família, inserindo-nos na comunidade.
– Novidades no material nos surpreendendo a cada encontro. Fazendo encontros dinâmicos e criativos.
– Temos um material rico e precisamos explorá-lo, fazendo uma melhor acolhida.
– Confessar e comungar pelo menos em um encontro.
– Casais que mostram com sinceridade seus erros e acertos como exemplos de vida conjugal.
– Que nos colocassem para uma revisão do por que casar?
– Participação das famílias em pelo menos um encontro.
– Orientação de que o Sacramento do Matrimônio é um encontro do casal num compromisso firmado com Cristo.
– Ser convidado a me encaixar na comunidade após o casamento.

Como é feito a preparação em sua Paróquia ou Região Pastoral?
Em minha Paróquia temos dois módulos:
Uma preparação de um dia com todos os noivos juntos e a outra personalizada, individual, com um casal agente para cada casal de noivos, onde são feito mais ou menos oito encontros com temas diferenciados, seguindo o material da Diocese.

Na região, na maior parte faz encontros de um dia com todos os noivos juntos. Alguns fazem de 4 a 6 encontros, em outra região fazem em oito sábados por uma hora e meia cada encontro.

Sugestões para reciclarmos:
Acolhida é essencial, criando vínculos para encaixá-los num pós matrimônio.
– Apoio do Padre ou do Diácono Permanente.
– Fazer encontro nas casas dos palestrantes no horário que os noivos possam, quando há problema de horários.
– Adotar a Carta de Intenções da França como exemplo para um manifesto de compromisso e colocar o ensaio da celebração no calendário da preparação.
– Ter uma linguagem dinâmica e atual.
– No último encontro fazer com a participação das duas famílias.
– Padronizar a preparação em toda Diocese.

Encerramos o sábado e iniciamos o domingo com a Celebração da Santa Missa.

  

Valor do Sacramento do Matrimônio

Em nossa vida vivemos num mundo dos sinais corporais ou materiais.
Jesus é o sinal do Pai, nos deixando o sinal da comunidade.
A comunidade se tornou a Igreja de Cristo, onde Ele está presente e é o sinal de Sacramento entre nós.

O que existe hoje é o Cristo Ressuscitado, um sinal de amor, verdade e salvação.
A Leitura da Palavra é o sinal do Cristo vivo e ressuscitado que vive no meio de nós.
O Padre é um sinal, um instrumento de Cristo.

Como o Batismo é um Sacramento do Renascimento e sua matéria é a água, a matéria do Sacramento da Eucaristia é o pão. No casamento, a matéria do Sacramento do Matrimônio é o sim dado pelo casal cristão onde ali se tornam uma só carne.

No cotidiano, o marido e a esposa são sinal do amor de Cristo Ressuscitado no lar.

Um sonho possível…

O lugar do Sacramento do matrimônio é dentro da Celebração da Missa com a Eucaristia. O cristão de verdade teria que se casar na Missa!
Que pelo menos consigam celebrar uma Missa com os pais e padrinhos nas vésperas do casamento, apresentando os noivos à comunidade.

A Celebração deveria ter um calor humano, onde os pais ou o noivo fizesse um agradecimento pela presença dos convidados, fazendo uma menção carinhosa a noiva, apresentasse o Padre que irá presidir a Celebração e finalizasse com o Sinal da Cruz.

Deveria ter como regra apenas dois padrinhos de cada lado.
Lembrando que são os noivos que se casam no sim dado um ao outro.
São os noivos que devem escolher o texto da Leitura da Palavra que será feita durante a Celebração.

O casamento deveria ser uma festa da comunidade, onde os agentes que os prepararam estivessem presentes voluntariamente por amor.
A pessoa mais importante é o Cristo ali presente, é um encontro dos noivos com Cristo, assumindo com Ele o compromisso para toda vida.
A presença dos pais próximo dos filhos na Cerimônia é muito importante, e se possível que façam uma declaração pública de bênçãos aos filhos.

Os pais devem cumprir a promessa feita em seu casamento de criar os filhos na educação da fé cristã e serem os primeiros catequistas de seus filhos, fazendo com que cresçam comprometidos na fé que viveram em família.

O noivado deve ser feito no final da Missa com bênção das alianças como sinal de compromisso, junto da comunidade.
Depois deve ser feito o rito do noivado numa cerimônia familiar, onde os pais abençoem novamente as alianças com alegria pela união das duas famílias.

Como é importante a Pastoral Familiar como orientação, direção!

Frei Almir se despediu com uma bênção final.

  

Como agradecimento pela disponibilidade e amor a Pastoral Familiar demonstrado pelo Frei Almir durante toda sua vida, e pelo carinho que ele tem tido conosco em orientar-nos durante três encontros consecutivos, lhe ofertamos um mimo doado pelo Casal Coordenador na Preparação de Noivos Osvaldo e Lurdinha de Ibitinga.

Como ele disse: “Todas as vezes que me cobrir com este edredon me lembrarei de vocês que me olham com tanto carinho.”
Este mimo veio a calhar para que o Frei não se esqueça de nós, pois ele vai ter que usar sempre na “terra da garoa”.

Frei Almir, nós o amamos! Obrigado por tudo e um até breve.

Vanuza Colombo

No link abaixo, modelo de Carta de Intenções:

http://segundauniaonews.com/2012/09/23/carta-de-intencoes-sugestao-de-frei-almir-ribeiro-guimaraes-durante-a-7a-assembleia-da-pastoral-familiar-dicesana-em-araraquara-sp-tema-reciclagem-e-atualizacao-na-preparacao-para-o-sacra/

No link abaixo, a Abertura do Encontro com Dom Paulo Sérgio Machado:

http://segundauniaonews.com/2012/09/23/7o-assembleia-da-pastoral-familiar-dicesana-em-araraquara-sp-abertura-com-o-bispo-dom-paulo/

No link abaixo, a Galeria do Encontro:

http://segundauniaonews.com/2012/09/23/galeria-do-7o-assembleia-da-pastoral-familiar-dicesana-em-araraquara-sp-tema-reciclagem-e-atualizacao-na-preparacao-para-o-sacramento-do-matrimonio-com-frei-almir-ribeiro-guimaraes/

Anúncios
12 Comentários

Trackbacks & Pingbacks

  1. 7º Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Abertura com o Bispo Dom Paulo Sérgio Machado. « Segunda União News
  2. Galeria da 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio, com Frei Almir Ribeiro Guimarães « Segunda União News
  3. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  4. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  5. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  6. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  7. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  8. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  9. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  10. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  11. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União
  12. Carta de Intenções – Sugestão de Frei Almir Ribeiro Guimarães durante a 7ª Assembléia da Pastoral Familiar Dicesana em Araraquara SP – Tema: Reciclagem e Atualização na Preparação para o Sacramento do Matrimônio. « Segunda União

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: