Skip to content

Quando os alicerces balançam…

9 de novembro de 2012

ATAQUE À FAMÍLIA E À IGREJA

Não faltam motivos para preocupação no Brasil de hoje e, portanto, para que Nossa Senhora chore. A glória de ser a maior nação católica da Terra vai definhando a olhos vistos. E, pior, em grande parte pela ação de muitos daqueles que deveriam ser os paladinos da catolicidade.

Não nos referimos apenas aos numerosos bispos e padres que com pretexto de diálogo e de amor ao próximo põem de lado o caráter militante da Igreja e compactuam com o que há de pior. Mas também aos leigos católicos que se fecham sobre si mesmos e não enfrentam os desafios do mundo moderno, ou então se deixam levar de roldão pelos preceitos da moda.

Com isso tudo, a sociedade brasileira vai degringolando por vários lados, como um prédio em que os alicerces balançam. Apenas exemplificativamente, seguem alguns dados colhidos na imprensa diária.

*         *         *

Natalidade em declínio — Cada grupo de 10 brasileiras concebem, em média, 17 filhos durante a vida. A fertilidade no Brasil ficou menor do que no Reino Unido (19 filhos), na França (20) e nos Estados Unidos (20). Abaixo de dois filhos por mulher produz-se uma regressão populacional. O número de trabalhadores deve começar a cair na próxima década e, proporcionalmente, aumentar o número de velhos (“Folha de S. Paulo”, 10-9-12).

Drogas envenenam o País — O Brasil é o maior mercado consumidor mundial decrack e o segundo de cocaína e derivados. São assassinados, por ano, no Brasil, nada menos que 50 mil pessoas, uma média de 136 mortes por dia, índice de guerra civil. São vítimas na quase totalidade do crime organizado, que tem no tráfico de drogas seu epicentro. A ideia de alguns políticos de liberar as drogas é um delírio… ou uma traição (Idem, 8-9-12).

Dinheiro que a esquerda estudantil desvia — Entre 2006 e 2010 a União Nacional dos Estudantes (UNE), reduto do PC do B, e a União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES), de São Paulo, receberam cerca de R$ 12 milhões dos cofres públicos destinados à capacitação dos estudantes. Investigação do Ministério Público aponta indícios de irregularidades graves nos convênios. Um procurador identificou o uso de notas fiscais frias para comprovar gastos e detectou que parte do dinheiro foi usada para farras: compra de cerveja, vinho, cachaça, uísque e vodca, bem como aquisição de búzios e velas para o culto, e até celulares (“O Globo”, 8-6-12; “O Estado de S. Paulo”, 10-6-12).

Estudantes analfabetos — No ensino superior brasileiro, 38% dos alunos não sabem ler e escrever plenamente. Você leu bem: não é no ensino básico nem no secundário, é no superior! São analfabetos funcionais (“O Estado de S. Paulo”, 17-7-12).

“Casamento” homossexual — A Câmara Municipal de Guarulhos aprovou o projeto de lei da vereadora do PT, Eneide de Lima, que instituiu o segundo domingo de junho como “Dia da União Homoafetiva”. O mesmo texto prevê que a Prefeitura realize na mesma data o “casamento” comunitário homossexual para “casais” que não tenham condições de arcar com as despesas (“Folha Metropolitana”, Guarulhos, 25-5-12).

Fonte: D. J. Anacletto

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: