Skip to content

Celebração das “Cinzas”

13 de fevereiro de 2013

cinzas1

Irmãos,

Seguindo a tradição do exemplo de Jó que mostrou seu arrependimento vestindo-se de saco e cobrindo-se de cinzas (Jó 42,6), e do Profeta Daniel, vamos até o Templo pedir o uso das cinzas, demonstrando nosso arrependimento e humildade. Eles nos ensinam o porque do uso das cinzas e o seu propósito:

“Voltei o rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, pano de saco e cinza” (Dn 9, 3).

Com a imposição das cinzas, se inicia uma estação espiritual particularmente relevante para todos nós, lembrando que somos nada perto de Deus e que precisamos dele. Por isso o Sacerdote ao impor as cinzas diz:

“Lembra-te que tu és pó e ao pó voltarás.” (Gn 3, 19)

A sugestiva Cerimônia das Cinzas eleva nossas mentes à realidade eterna que não passa jamais, a Deus; princípio e fim, alfa e ômega de nossa existência. A conversão não é, com efeito, nada mais que um voltar a Deus, valorizando as realidades terrenas sob a luz indefectível de sua verdade. Uma valorização que implica uma consciência cada vez mais diáfana do fato de que estamos de passagem neste fadigoso itinerário sobre a terra, e que nos impulsiona e estimula a trabalhar até o final, a fim de que o Reino de Deus se instaure dentro de nós e triunfe em sua justiça.

Convida todos a refletir sobre o dever da conversão, recordando a inexorável caducidade e efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.

Certos de que estaremos todos juntos nesta Celebração das Cinzas, e que guardaremos o jejum da carne as quartas e sextas-feiras como penitência nestes 40 dias que antecedem a Páscoa, num exame de consciência e para a conversão de coração, pois essa preparação existe desde o tempo dos Apóstolos para nos ensinar a nos aproximar de Deus visando o nosso crescimento espiritual.

Sinônimo de “conversão”, é assim mesmo a palavra “penitência” …
Penitência como mudança de mentalidade. Penitência como expressão de livre positivo esforço no seguimento de Cristo.

Deus nos dê forças e aumentai a nossa fé, para abertura de nossos corações, Amém!

 Rodrigo e Adriana

bt_cpascal

Hoje em dia na Igreja, na Quarta-feira de Cinzas, o cristão recebe uma cruz na fronte com as cinzas obtidas da queima das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior.

Casal Coordenador
Grupo Nossa Senhora de Fátima

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: