Skip to content

A Inauguração do Papa Francisco traz o mundo a Roma

18 de março de 2013

Posters_welcoming_Pope_Francis_are_spreading_across_Rome_Credit_Marta_Jimnez_Ibez_CNA_CNA_Vatican_Catholic_News_3_18_13

VATICANO, 18 Mar. 13 / 06:06 pm (ACI/EWTN Noticias).- Centenas de milhares de pessoas são esperadas na Praça de São Pedro, no dia 19 de março para a instalação do Papa Francisco, incluindo grandes delegações da Argentina e da Itália.

A cerimônia é formalmente intitulada “A inauguração do Ministério Petrino do Bispo de Roma” e começa com uma visita ao túmulo de São Pedro.

As maiores delegações virão da Argentina e da Itália. A presidenta Cristina Fernández de Kirchner está liderando um grupo de 19 membros do governo Argentino, enquanto o presidente Gorgio Napolitano está trazendo 16 oficiais em nome da Itália para a celebração.

Papa Francisco pediu algumas mudanças para a cerimônia, mas não será significativamente diferente que a instalação de Bento XVI em 2005.

Uma mudança interessante será que o Evangelho será cantado apenas em grego, enquanto que no passado também foi cantado em latim, significando os ramos oriental e ocidental da Igreja.
A Inauguração do Papa Francisco começará com ele fazendo o seu caminho através da Praça de São Pedro no papamóvel ou em jipe aberto.

Depois disso, ele visitará a tumba de São Pedro, localizada sob o altar principal da basílica do Vaticano.
Ele será acompanhado no túmulo pelos patriarcas das Igrejas Católicas Orientais, que vão levar o seu pálio – a estola circular de lã branca que evoca a imagem do Bom Pastor. Os patriarcas também vão levar o seu anel de pescador para a praça, onde será a Santa Missa.

O pálio é o mesmo que foi usado por Bento XVI, já o anel pertenceu ao Papa Paulo VI. O anel foi desenhado pelo famoso joalheiro italiano Enrico Manfrini e foi dado ao Papa pelo Cardeal Giovanni Battista Re.

O diretor de assessoria de imprensa do Vaticano Padre Federico Lombardi, especificou  que  que não se sabe se Paulo VI já usava o anel em 18 de março .
Após a atribuição do pálio e o anel, haverá um breve rito de obediência, em que seis cardeais – dois de cada ordem (dos bispos, dos presbíteros e dos diáconos)- irão oferecer sua lealdade ao Papa Francisco.

Os concelebrantes para a Missa serão todos os cardeais que estiverem presentes em Roma assim como os patriarcas da Católica Oriental , e dois sacerdotes.

Os sacerdotes serão o superior geral da ordem franciscana Padre José Rodríguez Carballo e o Padre Adolfo Nicolás, superior geral dos jesuítas, em seus ofícios de presidente e vice-presidente da União dos Superiores Gerais, respectivamente. Como no dia 19 de março celebra-se a Festa de São José, serão usadas as leituras e as partes da Missa próprias desta solenidade.

A celebração terá delegações de 132 entidades separadas, incluindo 33 igrejas cristãs, 16 representantes judeus, e 31 chefes de Estado.

Significativamente, o patriarca ortodoxo Bartolomeu I vai participar da inauguração pela primeira vez desde o Grande Cisma da Igreja em confissões orientais e ocidentais em 1054.

O Mestre de cerimônias papal Monsenhor Guido Marini espera que a inauguração e Missa sejam concluídos até às 11:30h (horário de Roma).

A transmissão da missa começa às 05:30h (horário de Brasília) pelos diversos canais católicos brasileiros.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: